terça-feira, 9 de setembro de 2008
"... CAMINHAR COM AS PRÓPRIAS PERNAS ... "
"... Hoje acordei inteira. Migalhas? Pedaços? Não, obrigada. Não gosto de nada que seja metade. Nada de pouco quando o mundo é meu. Sempre fui daquelas que vão embora sem olhar pra trás. Sempre dei a cara à tapa. Sempre preferi o certo ao duvidoso. Por que diabos insisto em não me reconhecer neste espelho? Pois bem... Por muito pouco tempo! Não vou enlouquecer, não vou me matar, e nem desistir. Pelo contrário: vou ficar ótima e incomodar bastante por aqui ainda!..."

Apesar da ausência, tenho tido dias muito bons.
Bastante trabalho, bastante estudo, bastante risada, bastante vinho, bastante vontade de viver de novo.
Descobri que felicidade me engorda.
Ok!
Descobri também que não preciso pagar o preço por isso. Não preciso ser infeliz e me focar na balança até emagrecer tudo de novo. Não preciso me punir, por me dar o direito de ser sem paranóias. Não preciso de ódio, de lágrimas, de tapas, de me maltratar com prazer, de castigo por raiva de mim mesma.
Preciso de algo definitivo. Preciso voltar a ser quem eu era. E por mais que nessa caminhada de três passos um seja em falso, eu tenho onde me segurar e seguir adiante.
Sei que não estou sozinha, mas nunca pensei que pudesse encontrar apoio em mim mesma de novo.

Em tempo: Ontem completou 2 anos que escrevo no blog...!
Beijos com saudades!
terça-feira, 2 de setembro de 2008
"... ANTES TARDE DO QUE NUNCA ..."
- Porque demorou tanto tempo pra buscar tratamento?
(...)
Sempre fui perfeccionista e pensava lidar bem com essa pressão auto imposta. Mas, analisando bem, era tudo ilusório, pois vejo o quanto meu perfeccionismo contribuiu pro meu TA.
Quando decidi emagrecer eu fui fundo nisso. Mas passar fome desviou a atenção de outros setores da minha vida. E foi aí que ralou de vez.
Eu já não era a melhor aluna, pois não conseguia me concentrar nos estudos. Eu já não era a melhor no trabalho, pois já não rendia o esperado. Eu já não era a melhor amiga, pois me isolava de eventos sociais. Eu já não era a melhor filha pois meus pais passavam intensamente preocupados comigo.
No entanto, eu era a melhor em agüentar no osso a dor da fome. Isso eu sabia fazer! E que prazer saber que eu era perfeita!
Tanto que demorei para aceitar que isso tudo era uma doença. Essa doença me salvava do total fracasso no que fazia, me protegia dos problemas reais.
A dor da fome eu conhecia e já sabia administrar, mas a dor de encarar não ser mais perfeita em tudo, essa sim me assustava.
Hoje enxergo que já não posso usar meu TA como escudo para os meus problemas. Posso ter recaídas. Posso ficar sem comer. Mas essa sensação de vazio não me preenche mais, quero novas sensações sejam elas boas ou não. É a vida. Acho que mereço isso...!

Desculpem a ausência, tive dias difíceis. Mas aos poucos vou chegando.

Beijo grande!
About Me
Pegue o seu no Templates by Maximus
Nome: Anna Dark
Idade: 23
Altura: 1,62
Já Pesei: 69kg
Peso Atual: ?
Meta: 47kg

PERFIL

Previous Post
Archives
Links
Documentário
Diário de uma Anoréxica
Thin
Distorção da Própia Imagem
Reportagem Anorexia
SITES PRO-ANA
CALCULE SEU IMC

    Calculadora IMC
    Peso: kgs
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
    IMC Classificação
    - de 20 Abaixo do Peso
    20 a 25 Peso Ideal
    25 a 30 Sobrepeso
    30 a 35 Obesidade Moderada
    35 a 40 Obesidade Severa
    40 a 50 Obesidade Mórbida + de 50 Super Obesidade
CALCULE SEU PESO IDEAL

    Calculadora Peso Ideal
    Sexo: masc
    fem
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
VISITAS
    visitas
    Free counter and web stats