segunda-feira, 29 de outubro de 2007
" ... RESSACA MORAL ... "
Ela acordou num pulo, com a cabeça doendo muito, e com uma sensação estranha de aperto no peito.
Sozinha na cama, olhou pro teto e tentou se lembrar de tudo que havia lhe dito naquela discussão que o fez chorar. Sim, ela tinha o visto chorando, mesmo que evitasse ao máximo deixar as lágrimas escorrerem.
Depois de mais um tempo finalmente ela lembrou e, quando isso aconteceu, novamente acabou chorando, exatamente como tinha feito baixinho ontem, antes de dormir.
Ele disse saber que tinha algo de errado.
Ela disse que não confiava o bastante para dividir suas angústias e seus medos.
Ele disse que isso doía muito. Doía tanto que ele achava que não iria agüentar ficar tão perto dela e ao mesmo tempo tão longe.
Assim como ela fez tantas e tantas vezes, fingiu não se abalar com aquela conversa, mas no fundo estava desesperada com a possibilidade dele deixar de amá-la por causa disso.
Quando percebeu a gravidade da situação, o abraçou forte e desejou lhe contar a verdade. Ensaiou, mas não conseguiu. Ela nunca conseguia.
Ainda deitada, fechou os olhos e tentou afastar as lembranças daquela conversa. Mas não dava.
Desejou que tudo tivesse sido um pesadelo. Mas não era.
Quis voltar a dormir para quando acordasse, tudo já ter passado. Mas não ía.
Para ter forças de seguir o dia ela imaginou aquela última cena: Quando ele, vendo a sua dificuldade em lhe contar o que acontecia, a beijou na testa, olhou-a nos olhos e somente disse que a amava muito.
Ela sabe, ela sente. Pelo menos ainda.


O final de semana passou e a dieta continua a salvo, eu que acho que não mais estou.

Será mesmo que ainda sou alguma coisa a mais do que essa paranóia?

Adoro todas, excelente semana.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007
" ... EMPURRAR COM A BARRIGA ... "
Você pensa muito sobre o que gostaria de realizar, mas os projetos não saem do papel?
Você acha difícil continuar seus planos pois seus padrões de exigência parecem ser inatingíveis?
Você tem dificuldade em agir, pois vacila sobre o que deveria fazer em primeiro lugar?
Se você respondeu sim a essas perguntas, talvez você seja um procrastinador e não saiba.
Já pensou nisso?
Hum!!
Procrastinar é a mesmo que empurrar com a barriga, no português bem claro.
Por exemplo: Você quer controlar a alimentação, mas acaba exagerando aqui e ali. Então pensa: "Hoje já era... Amanha eu faço um NF".
Você sabe que precisa emagrecer, mas vê um fim-de-semana inteiro a sua frente. Então planeja: "Segunda-feira eu começo com tudo e ninguém me segura..."
Isso é ser um procrastinador, isso é empurrar com a barriga.
Empurrar com a barriga é atitude de quem não tem força o suficiente pra fazer acontecer e protelar não ajuda ninguém a atingir metas.
Então... Já que todas aqui temos metas estipuladas e barriga é tudo o que não queremos ter, bora não deixar para segunda-feira o que podemos fazer hoje.


Lindas, vamos trocar o dia internacional da dieta para sexta-feira e fazer do fim-de-semana sinônimo de auto-controle. Ao invés de empurrar com a barriga vamos enxugar a maldita para um final-de-semana light, foi?

Fooooooooooi!!!

P.S: NF concluído ontem de manhã. Não deu pra ir até sexta, mas tudo bem. Da próxima vez, quem sabe?

Vamoquevamo girls, excelente findi!

Amoooooooo muitooooo ao cuboooooo (maldito teclado que não tem como colocar o numerozinho em cima da palavra, hahahaha!!!)

Um beijo grande.

:o)

quarta-feira, 24 de outubro de 2007
"... LIVRE ARBÍTRIO ... "
Oi amadas, como estão?
Eu estou ótima. Quer dizer, meio lesa, mas indoqueindo.
Estou há mais de 60 horas ne NF. Pra algumas pode não parecer muito, mas pra mim está sendo o recorde, fato que já me motiva pra burro.
Quero tentar ficar até sexta-feira, mas acho difícil. No entanto estou seguindo o lema "Até sexta é impossível, mas mais uma horinha eu agüento". Vamos ver até onde isso dá.
Ontem enquanto o sono não vinha, ao invés de contar carneirinhos, eu fiquei pensando na vida. E claro que a mente obsessiva sempre gira em torno do mesmo assunto: Comida.
Pensei: "Caramba, que vidinha essa... "
Eu não escolhi isso pra mim. Eu não escolhi ter culpa por comer, ter esse desejo obssessivo por auto-controle, ter de policiar minha mente e minhas vontades. Acho que ningém escolhe uma vida destas.
Entretanto eu sei que sou culpada, pois usei meu livre arbítrio e fiz uma escolha.
Não que eu tenha escolhido ter um transtorno alimentar, eu sei bem o quão é sério o meu problema. Mas eu escolhi me adaptar a ele e tentar conviver normalmente com toda essa paranóia.
Talvez por isso que minha mente, mesmo aos trancos e barrancos, ainda consegue seguir tranquila. Pois apesar de réu confesso, eu tenho consciência. Mesmo que eu ainda não tenha força de vontade suficiente para usa-la a meu favor.


Meninas, vamoquevamo se controlando neste restinho de semana, ok?

Adoro todas.

Um beijo bem carinhoso!

segunda-feira, 22 de outubro de 2007
"... MUDAR OU MUDAR DE VEZ ... "
Depois de uma semana passada do cão, nada como um findi tranqüilo para carregar as baterias.
Festa, família, álcool (foda-se antibióticos, haha!), nada de pé na jaca com a comida, amigos e alguns vários elogios por eu ter engordado.
"Ah! Muito obrigada!". Vocês não sabem a força que me dão para eu emagrecer tudo novamente. Quiçá, desta vez, muito mais.
Sim, andava precisando de dedos na consciência para programar uma mudança. Sei que quando nos reinventamos algumas dores palpitam, algumas alegrias florescem, algumas dúvidas apertam a garganta, algumas lágrimas correm pelo rosto.
Mas é a vida que, como diz Cecília Meireles, todo dia precisa ser reinventada, precisamos somente ter coragem para isso.
Pois vou reinventar a minha então. Coragem no bolso, novos planos, novas metas, novos meios, novas conquistas.
Aliás acho que todos precisam se reinventar de vez enquando. Principalmente nós, que convivemos diariamente com o melhor e o pior da gente. Que vamos fundo em nossas paranóias. Que passamos do céu para o inferno em segundos.
Difícil viver, mas morrer não está nos planos, pelo menos por enquanto. Não falo de morte do corpo, mas daquela que acontece quando nos desencantamos com a própria vida.
Quer morte pior que essa?


Desejo a todas uma excelente semana e muita coragem para mudar aquilo que não satisfaz mais.

Um beijo bem carinhoso e obrigada pelos comentários de sempre.
sexta-feira, 19 de outubro de 2007
“... SEMANA DO LIXO 3 x 1 ANNA DARK ... “
Segundo Ana Blues, eu só posso ter feito “Strep Tease” na Santa Ceia ao som de CARACARAMBACARACARAÔ para ter tido uma semana tão do demo como esta. Bah, nem Calheiros merece tanto (Tá, ele merece... hehehe!)

SEMANA DO LIXO 1 x 0 ANNA DARK : Pra começar bem, na segunda feira peguei uma macroinflamação na garganta, que me rendeu médicos e antibióticos. Antibióticos, leia-se: 2 papagaios de pirata no meu ombro (mãe e mozi), me enchendo os pacovás para eu não tomar o maldito de estômago vazio. E Antibióticos, leia-se: Tratamento de 7 dias seguidos, ou seja nada de álcool no findi (informação ainda não confirmada, hahaha!).

SEMANA DO LIXO 2 x 0 ANNA DARK: De pouquinho em pouquinho Anna Dark enche o papo. Se não bastasse a compulsão de domingo, com essa história de ter de comer e por eu ter a síndrome do "Já que... que se rale!", tive outra compulsão na terça feira. Fato este que não foi nada amistoso para o meu peso e para minha motivação. Sim, Indh e Blues sabem que eu pensei em desistir, assumir que nasci pra ser gorda e ponto final. Mas nada como um e-mail após o outro e uma boa dose de força no meio. Rapidamente elas excomungaram o exu brabo que me possuía, e me fizeram voltar para a luz novamente. TÊNKIU, GIRLS.

SEMANA DO LIXO 3 x 0 ANNA DARK: Fui sabotada pela colega no meu projeto de pesquisa e não foi mal entendido coisa nenhuma. Pelo que vi na reunião ela apresentou o trabalho na primeira pessoa (leia-se eu) o tempo todo. E quando foi questionada da minha (não) participação, enrolou e calou. Quem cala consente, por isso o e-mail do professor. A situação já está resolvidíssima. Até porque ontem eu cheguei com todas as fontes de pesquisa e mais com alguns materiais que eu não tinha adicionado no trabalho. Além do mais, como eu sabia de cor e salteado cada página, respondi a todas as perguntas e ainda indicava o lugar onde estava a informação, sem ter de pegar o trabalho pra ler. Ou seja, não há mais o que temer e a bolsa está a salvo. A colega, bastante constrangida, pediu desculpas e eu, controlando a minha vontade de no mínimo lhe arrancar uma orelha, apenas pedi que isso não se repetisse.

PLACAR FINAL:

SEMANA DO LIXO 3 x 1 ANNA DARK: Para salvar a minha semana, ontem foi aniversário do Mozi! Íamos sair pra jantar, mas eu consegui convencê-lo de ao invés de ingerirmos, gastarmos calorias. E fomos a um lugar, digamos assim, mais romântico e mais atlético. Vou poupá-las dos detalhes sórdidos, é claro. Só digo que aproveitei muito e foi extremamente mágico, como sempre. Ah! Falei que de aniversário iria fazer uma tatoo no cóccix, escrito MOZI, em sua homenagem. Ele ficou emocionadíssimo, dizendo que isso era uma prova linda de amor , pois aquele símbolo era definitivo e ele iria ficar marcado pra sempre. Detalhe: Ele não sabe, mas a tatoo é de Henna. Eu sou louca, mas não sou burra. Hahahahahahaha!


Bom, o final de semana é o segundo-tempo e eu espero recuperar o meu placar. Espero também que todas recuperem os seus, caso estejam perdendo o primeiro tempo. Para quem está no comando, desejo que sejam firmes para segurar o resultado e ganhar o jogo, certo?


Um beijo carinhoso, até mais!

quinta-feira, 18 de outubro de 2007
"... PREGO QUE SE DESTACA, LEVA MARTELADA ... "
Uma vez uma serpente começou a perseguir um vaga-lume. Este fugia rápido, com medo da serpente, que nem pensava em desistir.
O vaga-lume fugiu durante dias, até que já sem forças, parou e disse a cobra:
- Posso lhe fazer três perguntas?
- Não costumo abrir esse precedente para ninguém, mas já que vou te devorar mesmo, pode perguntar...
- Pertenço a sua cadeia alimentar?
- Não.
- Eu te fiz algum mal?
- Não.
- Então, por que você quer acabar comigo?
- Porque não suporto ver você brilhar.

Lembrei desta história, pois aconteceu uma passagem muito injusta comigo ontem.
Faço parte de um projeto de pesquisa na minha faculdade, junto com uma colega, pra ver se consigo uma bolsa no semestre que vem.
Fazia algum tempo que tentávamos nos encontrar para tocarmos o trabalho, mas nunca conseguíamos encaixar um horário. Em virtude disso, e para não perdermos o prazo de entrega, resolvi ir fazendo o trabalho sozinha mesmo, afinal de contas não queria perder essa oportunidade.
Ontem tínhamos uma reunião com o nosso orientador, para apresentarmos o andamento do projeto. Como eu passei muito mal durante o dia (inflamaçào na garganta + antibióticos de barriga vazia), solicitei que ela fosse nos representando pois eu não tinha condições de comparecer": "Sem problemas, eu leio o trabalho e explico, ela falou. Fiquei tranqüila.
Eis que hoje pela manhã eu recebo um e-mail copiado pra mim:
Fulana de tal,
"Parabéns pelo trabalho que estás desenvolvendo, o conteúdo está com um excelente embasamento técnico e as pesquisas complementam muito bem a teoria. Se continuares assim com certeza terás a aprovação da universidade e o desconto das cadeiras no próximo semestre. Só peço que me avise se Anna Dark ainda está trabalhando neste projeto, pois pelo que vi o trabalho está sendo desenvolvido de forma individual"
O_O
Fiquei louca!
Eu não sei o que ela falou, também não sei se foi mal interpretada. Mas se ela apresentou o trabalho, que eu fiz praticamente sozinha, como se o tivesse feito, na cara dura, fias, vai ter.
Pensei em responder o e-mail contando o acontecido, mas apenas solicitei uma reunião, ela, o meu orientador e eu, para colocar os pingos nos is. Vamos ver se a maldita tem coragem de mentir na minha frente que fez o trabalho.
Nem sei nem o que dizer, estou muito de cara.
Trufas de chocolate desapareçam da minha frente se não vai sobrar pra todas vocês. Humpf!
segunda-feira, 15 de outubro de 2007
" ... EU QUERO MAIS! ... "
Mais uma vez eu estava ali.
Jogada no sofá, não muito sociável, com cara de bunda.
Pensava naquela compulsão estúpida que pesava muito mais a minha consciência do que o meu estomago.
Quietinha, na minha, eu olhava para a parede como se ali fosse encontrar a resposta para a pergunta que certamente martelava minha cabeça: Porquê faço isso comigo?
Eis que fui surpreendida por uma voz familiar que me disse: "Volta e meia te vejo com essa cara e não entendo o porquê. Tu tens saúde, emprego, faculdade, namorado. O que mais pode querer? "
Sorri amarelo e lembrei das palavras de Martha Medeiros.
A resposta para a pergunta que não quer calar é simples: Eu quero mais!
Quero poder me controlar, quero acabar com esse absurdo de um passo pra frente e cinqüenta pra trás.
Quero poder dizer que consigo ser dona das minhas vontades e que não vou sucumbir a comida como se ela me possuísse.
Quero mais para a minha vida e quero parar de contar calorias como se esse fosse o único motivo para eu me acordar de manhã.
Quero que o fato de ter uma vida prática e sensata não me roube o direito ao desatino. Que eu nunca aceite a idéia do conformismo. Que eu não tenha medo nem vergonha de ainda desejar, pelo menos mais um pouquinho.
Quero ventilação. Quero arejar minha biografia, deixar que vazem algumas idéias minhas que não são muito abençoáveis, sem que isso me faça ser aredejada em praça pública.
Quero não me sentir tão responsável sobre o que acontece ao meu redor. Mas não quero responsabilizar ninguém pela minha derrota e fraqueza. Não quero ser responsável pelos outros, outrossim pelos meus atos, pelo meu corpo, pelos meus instintos.
Quero poder um dia me permitir não dar explicação, conversar com estranhos, me divertir fazendo coisas que nunca imaginei, deixar de ser tão misteriosa pra mim mesma, me conectar com as minhas outras possibilidades de existir, deixar sair para rua o meu lado B.
O que eu quero mais?
Quero somente isso. Simples assim.
Pois é, ninguém está satisfeito. Ainda bem.


" ... Eu acredito nas balanças de banheiro como indicadores do meu sucesso... " (Ana Boy)

Meninas, excelente início de semana!

Um beijo enorme. Desculpa qualquer coisa.
quinta-feira, 11 de outubro de 2007
"... VENDE-SE ANNA DARK ... "
E ontem, enquanto eu ouvia sobre Marketing Pessoal pensei: Como eu me venderia?

Eu sou inteira.
Sou intensa.
Na vida, pagamos por isso também.
Pagamos pela complexidade aos olhos dos outros.
E quem não quer nossa complexidade? Quem não aceita? Como não ser eu mesma aos olhos de quem não me entende? Não... não tem como deixar de ser o que é.
Não é uma questão de ser inflexível. A questão é que não quero ser outra coisa a não ser eu.
Minha intensidade as vezes me atrapalha. Não suporto situações mais ou menos, cor pálida, coisa morna...
Eu amo demais, sou apaixonada, extremista, sinto tudo como se fosse a última ou a primeira vez. Não gosto de esperar, não gosto que me esperem.
Já fui chamada de chata, exigente, intransigente... Ha-ha! Olha minha cara de preocupada!
A long, long time ago, eu já liguei pro que pensavam de mim. Ainda ligo, mas agora só me ligo pra quem vale a pena.
Na vida, é preciso saber avançar e retroceder. Eu vou até onde conseguir. Até onde acreditar que estou fazendo o melhor. Depois disso, eu volto. Sem problemas e sem dor na consciencia, pois a vida muda, a essência não.
Já ía esquecendo. Tenho um lado "não-oficial", o lado B, minha versão paralela de mim mesma. Poucos conhecem, mas talvez seja muito mais interessante do que esta que se apresenta.
Quem me conhece, não me compra, ou não me comprou. Mas tudo bem, não estou a venda. Aliás, eu não valho R$1,00. Não tenho preço. É de graça, mas nem por isso mais fácil de se conseguir.
E aí? Quem dá mais?





Tá, se fosse escrever assim pra me vender, iria morrer de fome (o que não seria má idéia, uia!!). Mas ok. Não sou mesmo boa com vendas e muito menos com marketing pessoal.

Semaninha muito bacana e feriadinho promete! Tudo no seu devido lugar. É assim que eu gosto.
Calça Skinny, here we go!

Lindas, um ótimo feriado. Controle, sempre!

Beijos!
segunda-feira, 8 de outubro de 2007
"... A DIETA DA CALÇA SKINNY ... "
Uau, meninas! Que saudade disso aqui.
O bom é que agora que a semana de provas terminou e eu estou livre, até segunda ordem! Deu tudo certo, graças a Deus e as colas, que não, meninas, eu não usei. Juro pra vocês (risos!).
A Dieta foi um sucesso e, graças a ela, o final de semana ficou a salvo.
Obvio que não perdi os 6kg que eram para perder, mas acho que alguma coisa foi-se e tudo que vai, vai bem e é lucro.
A campanha "Troque o almoço por um presente pra você" fez o meu porquinho engordar justamente o preço de uma Skinny que eu estava namorando há tempos.
Então ontem fui lá me dar o prêmio pelo controle da semana toda lépida e faceira. Experimentei uma 34 (número que atualmente eu visto) e ficou meio apertada na cintura. Humpf! Mas resolvi comprar mesmo assim.
Esta semana eu faço a "DIETA DA CALÇA SKINNY" eu não sossego até entrar nela e ficar perfeita.



Lindas!

Agora com tempo vou me colocar em dia com todas vocês, já ando com uma saudade danada de saber de cada uma.

Um beijo grande e um excelente início de semana!

VAMOQUEVAMO!!!

quarta-feira, 3 de outubro de 2007
"... VAMOQUEVAMO!! ... "
Então foi!
Depois de escutar de mais de uma pessoa que eu pareço estar muito melhor agora do que quando eu estava mais magra, o meu coeficiente testicular foi para as cucuias.
Fiquei muito puta de escutar isso, vocês não tem noção.
Tive vontade de gritar, chorar, me descabelar, esmurrar alguém, chutar não só o balde, como o container, bater porta, sair correndo, mandar tudo para o caralho, ligar o foda-se pra todo mundo (humpf!).
Mas... Antes de fazer da jaca uma pantufa, aproveitei para canalizar essa raiva toda a meu favor e fiz uma lavagem cerebral conjunta com Indh e Blues a favor da volta por cima.
Combinamos até de nos mandar mensagens com frases motivacionais do tipo: "LARGAESSAPORRACALÓRICA!", pra ver se pegamos no tranco.
Sim, por certo que eu engordei um pouco.
Apesar de ter passado longe da balança eu sinto nas minhas roupas que a coisa ficou preta pro meu lado.
Mas, como eu odeio esperar, vou correr atrás do prejuizo.
Dieta dos 6kg em 5 dias, here we go!


P.S: Continuo trocando o almoço pelo recheio do meu porquinho, que já tem R$ 10,00 no buxo. Até já sei o que vou me dar de presente, tomara que consiga manter a cota para isso.

P.P.S: Para as meninas que ando devendo comentários decentes, e-mails de resposta, confirmações de lida, BSN e o escambal, as minhas sinceras desculpas. Estou em semana de prova, atucanada, apavorada e cheia de colinha com fórmulas pra fazer (hahahaha!). Mas prometo em breve dar um pulo na casa e na caixa de entrada de todas.

Lindas, um ótimo restinho de semana pra vocês.

Beijo grande.
segunda-feira, 1 de outubro de 2007
"... TROQUE O SEU ALMOÇO POR UM PRESENTE PRA VOCÊ! ... "
Você quer emagrecer?
Você anda sem dinheiro?
Você quer se dar algo de presente?
Se você respondeu "SIM" a estas perguntas, nós temos a solução.
TROQUE O ALMOÇO POR UM PRESENTE PRA VOCÊ!
A cada almoço NÃO feito, deposite R$ 5,00 no seu "Porquinho" e no final da semana comemore se dando um presente.
E detalhe: MAIS MAGRINHA!!
Vamos juntas unir o útil ao agradável!!
Siiiiiiiiiiiiiiiiiiim!
TROQUE O ALMOÇO POR UM PRESENTE PRA VOCÊ é a mais nova uma campanha do momento.
Alguém aí tá com a gente?






Essa é mais uma campanha da Ana Blues e da Anna Dark - O Batman e Robin dos blogs Pró-Anna! (huaauuhaauuahuauhahuahu!!)


Lindas, uma excelente semana!!


VAMOQUEVAMO!


Beijo grande!!



About Me
Pegue o seu no Templates by Maximus
Nome: Anna Dark
Idade: 23
Altura: 1,62
Já Pesei: 69kg
Peso Atual: ?
Meta: 47kg

PERFIL

Previous Post
Archives
Links
Documentário
Diário de uma Anoréxica
Thin
Distorção da Própia Imagem
Reportagem Anorexia
SITES PRO-ANA
CALCULE SEU IMC

    Calculadora IMC
    Peso: kgs
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
    IMC Classificação
    - de 20 Abaixo do Peso
    20 a 25 Peso Ideal
    25 a 30 Sobrepeso
    30 a 35 Obesidade Moderada
    35 a 40 Obesidade Severa
    40 a 50 Obesidade Mórbida + de 50 Super Obesidade
CALCULE SEU PESO IDEAL

    Calculadora Peso Ideal
    Sexo: masc
    fem
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
VISITAS
    visitas
    Free counter and web stats