sexta-feira, 28 de setembro de 2007
"... Friday I'm in love..."
"... I don't care if Monday's blue
Tuesday's grey and Wednesday too
Thursday I don't care about you
It's Friday I'm in love..."

Depois de todos os meus dias úteis desta semaninha bem bacana e seguindo o exemplo do The Cure, estou bem ZEN nesta sexta feira.
Ontem eu fiz um caminho diferente para voltar pra casa. E durante o caminho olhei pro céu e vi uma tarde como não via há muito tempo.
Fiquei andando e olhando... Mas logo abaixo daquele céu lindo, tava a entrada de uma favela, que até então eu não havia prestado atenção.
E quanto mais perto eu chegava, maior ficava a favela e menor a visão da tarde.
Quando já estava bem perto eu apenas podia enxergar a favela com todos seus problemas e o céu escondido atrás dela.
Aí filosofei na metáfora que se fazia. Isto explicava a forma de enxergar o mundo e de olhar para meus próprios problemas.
Se eu olhar para meus problemas de perto demais, se focar somente neles, vou ter a impressão que o problema é tudo o que existe no mundo, não vou ver o lado bom, e vou acabar achando que ele é grande demais pra ser resolvido.
Mas se eu me afastar um pouco, eu percebo que aquele céu de fim de tarde também faz parte da cena, que as coisas não são tão ruins assim, que nada é tão grande quando olhamos no angulo certo.
Pode parecer bobagem, coisa fácil de se perceber, mas sempre tem aquele dia que a gente "cai na real" e até as bobagens fazem uma diferença enorme na vida.
E isso dá ânimo pra seguir em frente!




Ok, ok... Eu dormi com a Polianna hoje! (risos!!) Vou aproveitar essa soneca valiosa e fazer do meu findi um lindo final de tarde.

Desejo isso pra vocês também!

Um beijo grande e até segunda!
quarta-feira, 26 de setembro de 2007
" ... MALDIÇÃO - O RETORNO ... "
E seguindo a saga das maldições, segue abaixo algumas perguntas para nos conhecermos melhor, se é que isso ainda é possível.

Qual o seu principal motivo para emagrecer? Não me lembro exatamente do dia em que passei da vontade sadia de emagrecer para a obsessão doentia da perda de peso. Mas acredito que tudo foi devido a traumas, palavras duras que já ouvi, as roupas que já rasguei, as festas que deixei de ir, os olhares maldosos, os foras que já levei, os adjetivos que já me colocaram, os olhos cheios de lágrimas, o peso na consciência e o ponteiro da balança.

O que você enxerga no espelho, quando se olha?Eu enxergo uma menina ligeiramente mais magra, por certo. Pra quem emagreceu mais de 20kg isto é fato. No entanto por vezes não me reconheço. Muita coisa mudou e não só no meu corpo. Mudei meu olhar, e meu sorriso. Conseqüência dos meu novos hábitos e desta vida que escolhi pra mim.


Vc já pensou em desistir e se assumir gorda? Sim. Já fiz isso inclusive!!! Na época em que eu pesava 69kg eu tentava emagrecer e não conseguia. Até o dia em que eu desisti e decidi que se era para ser gorda, pelo menos eu ria ser uma gorda inteligente, passei a ler e estudar que nem uma condenada. Uma válvula de escape que funcionou por poucos meses, pois eu vi que as vezes a imagem te abre muito mais portas que o cérebro. Absurda a idéia, mas real.

Vc já se sentiu mal ao entrar numa loja para comprar roupas? Sim, várias vezes fiquei triste por não achar uma roupa que me servisse. Principalmente quando saía para comprar biquínis. E uma vez entalei num vestido, sem zíper e sem botão. Nossa foi hilário, mas na hora foi terrível, chorei muito de ódio e raiva de mim.

Do que você sente mais falta de comer? Salada é bom e eu gosto, mas sinto muita falta de comer comida de sal, sem maiores neuras.

Quem deve responder a este questionário? Todas que quiserem. Mas passo a maldição para Blues, Indh, Insane, WebCami, Fer, Tagerine e Lidh.


Para as meninas amaldiçoadas nem preciso avisar. Se não responderem, fatos como constipação, gases, retenção se líquidos, inchaço "ultramegapower" e ganho de peso instantâneo, vão ser corriqueiros pra vocês.

(Risos!!)

Lindas, ótimo restinho de semana!

Beeeeeeeeeeeeijo!!!!!!!!!!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007
" ... FODA-SE ... "
Vamos combinar meninas, um sonho de que todas nós partilhamos é poder ligar o FODA-SE, e ser feliz, não é mesmo?
Vou mais além, eu defendo que o direito ao ''FODA-SE!" deveria estar assegurado na Constituição Federal. Liberdade, igualdade, fraternidade e FODA-SE.
Já existe até corrente de estudos dizendo que o nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "FODA-SE" que ela fala... Eu hein? Credo.
Então: Para o bem do meu coeficiente testicular e para a felicidade geral do meu nível de stress, neste feriado prolongado me permiti ativar esta tecla e foi perfeito.
Claro, não foi fácil. Tive de me planejar psicologicamente para algumas coisas. Mas confesso a vocês que não me arrependo de nada o que eu fiz, e que foi muito regenerador.
Coloquei em dia uma quantidade de coisas que adiava por não acionar o FODA-SE. Como por exemplo, um almoço de domingo com os meus pais. Um jantar romântico com o marido. Um milkshake de Ovomaltine do Bob´s.
Sim, liguei o FODA-SE para as paranóias da minha cabeça e naquele momento (pelo menos naquele), não só fui, como fiz as pessoinhas que amo muito felizes.
Claro, meninas. Nada foi definitivo, porque eu, como Paranóica Mor, nunca conseguirei alcançar o FODA-SE absoluto. Mas digo que foi bom para a minha saúde mental, para a satisfação pessoal e para o funcionamento prático das coisas.
Agora, essa semana começa com aquele famigerado gosto nada ligth de recomeço.
Polenguinhos, Molicos, Vovós Sentadas, Ricotas, Tridents e H2O a postos. NF na veia e Lacto Purga (no plural) no buxo. Bora correr atrás do prejuízo que a decisão de mandar tudo para o caralho me trouxe como conseqüencias.
Não subestimo jamais o poder do FODA-SE sílabaporsílaba como terapia. Mas pro controle e pra balança, dizer FODA-SE é cutucar onça com vara curta.



Um excelente início de semana meninas, vamoquevamo!!!!!
quarta-feira, 19 de setembro de 2007
" ... EGOÍSTA NÃO, HEDONISTA! ... "
Ontem, na minha aula de Marketing, aprendi a diferença entre necessidades hedônicas e utilitárias do consumidor.
Um exemplo pra vocês entenderem: Não tenho sapato, portanto preciso de um para não andar descalço. Essa é uma necessidade utilitária. Tenho três sapatos, mas quero mais um de salto, porque achei lindo e vou me sentir sexy. Necessidade hedônica.
Hum... Hedonismo.
Do grego hedoné, prazer. Segundo o Aurélião “doutrina que considera que o prazer individual e imediato é o único bem possível”. Diz-se que o hedonismo a doutrina que considera o prazer como essência da felicidade. Interessante.
Pensei: Vou virar hedonista.
Não faço mais nada que não me proporcione o mais puro prazer.
E repasso este conselho, lanço uma campanha se for preciso: Seja hedonista, você também. Não faça mais aquilo que o desagrada, nem por educação. Não faça de forma alguma nada daquilo que o deixe incomodado. Não finja mais. Você vai conseguir tirar um peso das costas, vai ficar mais leve. E leve, é tudo o que queremos ser.
Façamos o bem pelo nosso próprio prazer, não para receber algo em troca. Isso significa até mesmo fazer o bem para os outros, porque mesmo aquilo que fazemos para os outros podemos fazer para o nosso prazer.
Como falei, há uma grande diferença entre necessidade utilitária e necessidade hedônica, que pode até ser encarada como necessidade fútil.
Mas aqui, se você puder se dar ao luxo de saciar suas necessidades hedônicas, que mal há nisso? Desde que não faça mal a ninguém e bem a você. Hedônica sim, mas com parcimônia (risos!).
Satisfaça suas necessidades hedônicas. Necessidade hedônica de beijar. Necessidade hedônica de vê-lo naquele momento. Necessidade hedônica de dançar. Necessidade hedônica fazer NF e sentir sua barriga doer de fome, de correr, de gritar, de abraçar, de ver o mar, de sumir, de fazer o que quiser.
Queira o prazer pelo simples prazer.
Aí, o dia em que eu você se sentir culpado por alguma coisa, só então pare de fazê-la. Enquanto algo lhe der prazer, faça tranqüila. Viva.
Viva o hedonismo!!

Vou experimentar este meu novo lema no feriadinho que se aproxima. Vou ser hedonista e fazer as coisas para o meu prazer, sem culpa.

Se alguém tiver a fim de entrar nessa comigo, é só chegar.

Um beijo grande, obrigada pelos comentários e pelo carinho.

Adoro todas!

domingo, 16 de setembro de 2007
" ... ESPERO OU DESEPERO? ... "
“Às vezes tenho a sensação, de que atingi um patamar tão alto, que começo a sentir um certo desequilíbrio… um sopro qualquer, pode ser a minha desgraça..."

Nestes últimos dias eu percebi melhor o meu grave problema com as expectativas.
Deixei que esta palavra tomasse conta da minha vida e nem me dei conta disso.
Espero muito de mim e dos outros. Espero corresponder às expectativas dos outros e espero que os outros não desiludam as minhas.
Espero uma noite, espero um beijo, espero um e-mail, espero controle, espero uma dia melhor.
E, acima de tudo, espero. Espero demais. E logo eu, que detesto esperar.
Uma vez me disseram que somos donos de nossos atos, mas não donos de nossos sentimentos. Somos culpados pelo que fazemos, mas não pelo que sentimos. Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos, portanto não podemos criar expectativas.
Hoje, concordo mais do que nunca. Pois pude sentir na pele tudo isso, e me machuquei demais. Ainda estou. Mas vou me recuperar, pois não mereço isso.

Segundo Machado de Assis:
"... Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo. Mas são fáceis de se conseguir.Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar. Aquele que é valente bastate para escalar até o topo da árvore ... "

E novamente têm-se a expectativa.
Espero um dia poder ser resgatada do topo da árvore pela pessoa certa.



Desculpe o post confuso, talvez alguém entenda.

Desejo uma excelente semana a todas e a mim.

Um beijo grande.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007
" ... A DIETA DA ALMA ... "
Arroz, feijão, bife, ovo. Isso é o que deveríamos ter no prato, sim? Não!
Porque tenho que comer arroz, feijão, bife e ovo para ter energia para levantar de manhã e sair para trabalhar?
Por que é o certo? Errado! Não preciso disso para a sobrevivência do meu corpo e da minha alma.
Aliás, temo em dizer que eu tenho a minha própria dieta. A dieta da Alma. Alguém aí já ouviu falar? É muito simples. E garanto que satisfaz mais do que um bife a milanesa.
Na minha dieta estão presentes coisas que me saciam, tipo: um tempo com as pessoas que eu gosto, responsabilidades, compromissos, trabalho, estudos, alguns poucos (mas fiéis) amigos, praia no final de semana, silêncio, pensamentos, desejos, vontades, dúvidas...
Eu não sinto fome de comida. Eu sinto fome de liberdade que anda tão rara, liberdade de pensamento, de atitudes. Sinto fome de algo que seja surpreendente, que se expande na minha frente, que me provoca prazer de olhar, sentir, viver, sorver. Sinto fome de coisas que ainda não foram contaminadas por críticas, modismos, conceitos.
A comida pra mim, como já repeti várias outras vezes, não me dá prazer. Por isso, não como (ou tento comer o mínimo possível). De que adianta fazer algo obrigado, só para ser aceito pela sociedade. Só porque alguém disse que assim é o certo.
Cada vez mais a comida me dá culpa. E com isso vem os vários sentimentos que não me são saudáveis: punição, desespero e descontrole. Isso é bom? Não... Lógico que não! Então pra que me auto-destruir desse jeito?
Arroz, feijão, bife, ovo. Isso pode até nos manter de pé, mas não acaba com o cansaço diante de uma vida que, se a gente se descuida, torna-se repetitiva, monótona e entediante.
Antes de entupir meu corpo de calorias. Vou me entupir de calorias na alma. E nesta dieta há fartas sugestões no cardápio.
Quero engordar sim! Mas quero engordar no lugar certo, e este lugar pra mim, é a minha alma, a minha mente. Cheguei a conclusão de que estou desnutrida neste sentido. O ritmo dos dias é tão intenso que às vezes a gente esquece de se alimentar direito.




Post antigo em homenagem ao meu feriado e ao movimento "Vale a pena ler de novo".

Um beijo e bom restinho de semana.
quinta-feira, 6 de setembro de 2007
"... RÉPI BARFDEI... "
Hoje, este blog completa 1 ano de vida.
Para comemorar a data, estou promovendo uma pequena comemoraçãozinha lá em casa, hoje à noite, véspera de feriado.
O convite está aberto para todas as que freqüentam este querido espaço e compartilham comigo as pequenas e grandes mudanças na vida deste ser em melhoria contínua.
Só não prometo bolo-e-guaraná-muito-doce-pra-você por que as restrições orçamentárias são grandes e porque também não faz muito o nosso tipo.
Brincadeiras a parte, vou fazer um pequeno vale-a-pena-ler-de-novo:
“... Olá meninas, primeira das muitas vezes, que posto por aqui. O que eu espero? Nossa, espero tanta coisa. Primeiramente encontrar apoio e conhecer pessoas e espero também liberdade para desabafar...”.
Foi mais ou menos assim que iniciei esta minha terapia: meu primeiro post, no meu primeiro blog.
Posso dizer que todas as minhas expectativas foram superadas. Não só encontrei apoio e liberdade para ser quem realmente sou, como de lambuja ainda tive oportunidade de me conhecer melhor e amadurecer a cada postagem.
E mais. Ainda consegui o feito de arrumar um bando de queridas que se fazem mais presentes dos que os presentes mesmos. Sejam com e-mails de madrugada, com o novo BLog.S.N, combinando um encontro pra tomar um trago no MSN, com comentários ou leituras silenciosas.
Sejam confidenciando um segredo em primeira mão, ensinando a mexer no skype. Ou fazendo obras primas no MSN com o "trenzinho que fica ali embaixo", me fazendo rachar o bico com e-mails cômicos de manhã cedo. Ou ainda me chamando de Deliçaaaaaa, me ensinando os mais finos palavrões, me fazendo ser criativa até para inventar Drinks, como o Diabo Verde.
Eu queria agradecer a companhia e o apoio que cada uma de vocês me deram e vêm me dando até aqui. Podem estar certas de que tudo contribuiu muito para o que sou hoje, como pessoa.
São estas e outras várias pequenas coisas que me fizeram dizer ao meu médico, que desta terapia, que é o meu blog, eu ainda não quero ter alta. O que significa que ainda vou ficar por aqui, mais algum tempinho.



Um beijo em cada uma, hoje extremamente especial, e um excelente feriado.

Adoro todas!

segunda-feira, 3 de setembro de 2007
" ... A ARTE DE BRINCAR DIZENDO A VERDADE ... "
E neste final de semana acabei falando demais.
No auge da felicidade e depois de alguns goles a mais, me entreguei com palavras para o marido.
Entre outras coisas, falei que me sentia gorda, que não gostava de comer pois me sentia culpada, que depois daquela trufa, só ficando um tempão de jejum pra me redimir.
Pela descontração do momento, tudo, a principio, foi interpretado como brincadeira.
Talvez se ele tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando. Falei muitas vezes como uma palhaça, mas jamais duvidei da inteligência dele, a minha platéia, que pra mim sorria.
Ok, beleza. Passado a ressaca na consciência, que venha uma nova semana.
Bendito quem inventou a segunda feira, pois o bom deste dia, é que nos dá a impressão de que a vida não só continua, mas também recomeça.
Tenho de confessar à vocês que no final de semana, a minha "dieta do minuto seguinte" até que não foi de toda por água abaixo. Passei menos controlada do que poderia, mas muito mais consciente do que esperei.
Por vários momentos pensei que não conseguiria. Mas aí me lembrava que o problema de não resistir a uma tentação é que a gente não pode ter uma segunda oportunidade. Então excomungava o Diabo do meu corpo e voltava para a luz.
Não sei até quando vou conseguir, e também não sei se está dando algum resultado. Mas pelo menos esta próxima semana, com o "Projeto 3 e 300", junto com a Aninha Blues, espero que as coisas continuem assim.

Meninas, uma excelente semana a todas.

Adoro muito vocês.

Um beijo enorme!

About Me
Pegue o seu no Templates by Maximus
Nome: Anna Dark
Idade: 23
Altura: 1,62
Já Pesei: 69kg
Peso Atual: ?
Meta: 47kg

PERFIL

Previous Post
Archives
Links
Documentário
Diário de uma Anoréxica
Thin
Distorção da Própia Imagem
Reportagem Anorexia
SITES PRO-ANA
CALCULE SEU IMC

    Calculadora IMC
    Peso: kgs
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
    IMC Classificação
    - de 20 Abaixo do Peso
    20 a 25 Peso Ideal
    25 a 30 Sobrepeso
    30 a 35 Obesidade Moderada
    35 a 40 Obesidade Severa
    40 a 50 Obesidade Mórbida + de 50 Super Obesidade
CALCULE SEU PESO IDEAL

    Calculadora Peso Ideal
    Sexo: masc
    fem
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
VISITAS
    visitas
    Free counter and web stats