segunda-feira, 28 de maio de 2007
"... O DIA EM QUE EU MENTI PELA PRIMEIRA VEZ ..."
- Tu não tens nada que queiras me contar?
- Não. Porque terias? Sabes que te conto tudo.
- Contavas. Há algo que está acontecendo contigo, e que não queres me contar.
- Não estou entendendo.
- Estás com distúrbio alimentar.
Sim, foi uma afirmação, não uma pergunta.
Ela me olhou nos olhos, disse ter a certeza do que dizia, e queria saber o porquê de eu estar escondendo isso dela, já que sempre fomos cúmplices.
Eu e minha tia sempre tivemos uma relação muito forte. Quando eu digo forte, leia-se forte mesmo. Desde pequena eu sempre contei tudo o que se passava na minha vida a ela. E quando eu digo tudo, leia-se também tudo mesmo.
Ela foi a primeira a saber de quase todas as minhas primeiras vezes. A primeira vez em que fui colocada de castigo na creche, a primeira nota baixa, o primeiro amor platônico, o primeiro beijo, o primeiro namorado, o primeiro cigarro, a primeira briga com meus pais, o primeiro porre, a primeira vez, o primeiro salário, a primeira vez que rodei na auto-escola, o primeiro carro, o primeiro sonho, e por aí segue.
Somos realmente muito ligadas. Capazes de sentir dor física quando a outra não está bem. Capazes de se olhar e saber o que a outra está pensando. Capazes de se chamar por pensamento. Capazes de sentir a mesma coisa e chorar pelo mesmo motivo, mesmo não estando uma com a outra.
Quando ela afirmou ontem para mim que sabia que eu estava com problemas alimentares, foi como se ela realmente soubesse e só estivesse esperando que eu confirmasse.
Fato que não se deu. Eu neguei. E pela primeira vez em toda a minha vida, eu menti para a pessoa a qual eu sempre contei tudo.
Menti querendo não mentir, menti com o coração apertado, menti com lágrimas nos olhos, menti vendo a decepção da pessoa em que sempre confiei, menti me sentindo a escória da humanidade.
Pela primeira vez na vida eu me senti extremamente desconfortável com a minha tia. Senti com ela estivesse invadindo um espaço que nunca delimitei. Pela primeira vez ansiei finalizar um assunto que nunca quis que viesse a tona. Pela primeira vez eu a deixei de fora de algo importantíssimo. Como eu poderia estar fazendo isso? Justo com a pessoa que participou de todos os acontecimentos da minha vida?
Enquanto conversávamos, eu podia ler o seu pensamento. Tenho certeza que ela não acreditou nas minhas palavras. Ela me conhece demais. Nos seus olhos a dúvida. Em seus pensamentos ela se perguntava o porquê desta vez eu não estar dividindo com ela mais um problema, o porque desta vez ser diferente, o que havia mudado entre agente.
Como já disse aqui, eu odeio tabus. E tenho a certeza que os tabus com ela serão infinitamente pior, pois nunca tivemos.
Mas creio que, independente disso, ela entendeu meu recado. E com a maestria de sempre, soube entender.
Tanto que ela me abraçou muito forte e em silêncio. Abraço que valeu por mil palavras e silêncio que valeu por mil sermões.
- Eu estou aqui sempre para quando quiseres conversar. - Ela falou no meu ouvido.
Eu sorri e mudei de assunto.
Não sei se um dia isso vai acontecer. Estou impondo um limite na nossa relação. Não dá. Além de não querer, eu não consigo. Não posso dividir esse problema com mais ninguém. Não me sinto a vontade. Pelo menos ainda.
O que é uma pena.
Se existe uma pessoa que eu sei que vai me entender e nunca vai me julgar por minhas atitudes, esta pessoa é a qual ontem eu menti pela primeira vez.

quarta-feira, 23 de maio de 2007
"... FALTA DE EDUCAÇÃO..."
Tenho dois grandes problemas em relação a meu peso:

1 - Dificuldade de emagrecer .
2 - Facilidade de engordar.

Em algum lugar do meu DNA implantaram um gene de urso polar e meu organismo sempre tem a sensação de que eu vou hibernar durante seis meses e, assim, resolve guardar tudo o que como pra sobreviver ao inverno.
O problema é que a vida do urso polar é só inverno. Já na minha vida...
Sem contar que, com certeza, eu devo ter um sério distúrbio oftalmológico, ligado ao acúmulo de gordura. Basta eu olhar (só olhar) para uma lasanha que minha bunda aumenta progressivamente. Isso é um absurdo!
Claro, ao longo da vida já engordei, emagreci, engordei, emagreci, como qualquer sanfona histérica. Nada de tão grave que me impedisse de virar a roleta no metrô com uma pequena ajuda ou que me fizesse entalar na roda-gigante. O caso é que nesse engorda-emagrece engorda-emagrece, eu parei, por último, no engorda.
Pô, fala sério... Passar a vida inteira preocupada com o peso é um porre. E além disso, a pior parte é ouvir as mesmas soluções e receitas de dieta que você não vai fazer, como: "Comer muita fruta, muita verdura, cortar massas e... suspender o açúcar".
Ok... Decidi! Vou fazer por mim.
Começaremos por cortar as massas! Pega a tesoura, por favor, que eu vou picar mais esse macarrão.
Alcança-me o açúcar, que eu vou guardar em cima do armário pra ficar suspenso.
As frutas eu vou comer, todas, deixa eu ver, abacate, manga, bananas...
Vamos deixar de ser hipócritas: o mundo ocidental, capitalista, foi projetado para produzir gente gorda. Você vai na lanchonete e tudo é gorduroso, calórico e cheio de açúcar. Pra disfarçar eles vendem uma daquelas saladinhas transgênicas cuja embalagem é mais saudável que o conteúdo.
Em qualquer lugar do planeta, na padaria, no posto de gasolina, na banca de revistas, você pode comer salgadinhos, bala, chocolate, tudo que engorda.
Ninguém nunca viu um pacote de cenoura picada, pepino em rodelinha, talos de salsão, cubos de ricota, na boca de caixa da padaria. Ninguém nunca viu poções de chuchuzinhos naquele bar para acompanhar com cerveja. Alguém aí viu?
Porém, não é só a ingestão da comida que é programada para deixar você obeso e infeliz:
Todo o marketing da indústria do emagrecimento foi construído para mentir e levar seu dinheirinho.As modelos que vendem aparelhos de ginástica, fazem lipo, botam silicone e depois vão dizer que foi aquela cadeirinha super-uper-duper-lipo-sculpt, em doze parcelinhas de xis e noventa e nove, que fez com que ela ficasse com aquele corpinho.
O apresentador toma remédio pra emagrecer, faz uma plástica e depois vende diet-sucos e diet-sopas pra enganar você.
Quem nasceu magro, seja magro de ruim ou magro de fome, está na vantagem. Vai economizar muito dinheiro, tempo e sanidade mental.
Quem tem uma leve tendência a sair rolando, sabe como é o momento de enfrentar a balança do banheiro.
Primeiro você tira a roupa, o sapato, a meia, e sobe na balança.
Depois você tira também a piranha do cabelo e os óculos de grau. Mas daí, na hora de ver o peso sem os óculos, não tem como!
Eu falei que devo ter eu devo ter um sério distúrbio oftalmológico, ligado ao acúmulo de gordura. Sem os óculos, sempre acho que estou vendo errado. Não acredito naqueles quilos todos!
Mas ok.
Você desce da balança, faz xixi, escova os dentes, corta as unhas, pra se livrar de mais alguns gramas e sobe na balança de novo...
Nada!!! O ponteiro já está rindo da sua cara e não sai do lugar.
Você resolve botar mais coisas pra fora. Chora, corta o cabelo, tira a sobrancelha, depila as pernas, arranca uma obturação...
Nada!!!Dá vontade de pular da janela, mas morrer gordo e pelado é o pior vexame...
Ahhhhhhhhhhhhhhh...Melhor ficar vivo com uma roupinha larga.
Você volta, se veste e sai do banheiro se sentindo uma pizza de ontem grudada na tampa, um lixo, um nada.
Já desconsolada você escuta na TV que a grande solução para se emagrecer e manter o peso é fazer uma reeducação alimentar.
Ah! Tá aí oh...
Era isso... Era somente falta de educação. Preciso de aula de boas maneiras.
(Recebi esse texto por e-mail, hehe!)

NOTÍCIAS SOBRE O PROJETO

Então meninas, participantes, simpatizantes e etc... Como estão indo no projeto?
Pelo visto já podemos aumentar a listinha, não é mesmo? Que bom! Quanto mais magrinhas juntas melhor!
Eu estou indo, aos trancos e barrancos, mas vou.
Estou me policiando muito para comer religiosamente de 3 em 3 horas, nem que seja uma bolachinha. Estou tomando chá verde direto também pelo menos 1 litro.
Mas confesso que os exercícios estão sendo mais difíceis de cumprir. Minha vida tá uma correria, tenho chegado muito tarde em casa, e tá muito friiioooo!!
Eu sei, não é desculpa... Prometo melhorar, palavra de escoteira.

Abaixo segue a lista atualizada:

Ana Blues
Anna Dark
Pink Rose
Doce Ana
Camila
Vic! (Sorry, miga!)
Zephyr
Mary Carol
Lovely
Mia
Tarsie
Caty
Mischa
Miss Aninhas
Caixa de Sonhos
Andie
Chaяяяiot
Emilee
Anna (Thin_is_in)
Hatemyself
Nanna
Anna Flor

P.S:
Ana Blues e Pink Rose: Nada de ficarem tentadas com o NF 36 HORAS hein? Por favor! Eu não estou, juro que não estou, juro mesmo, falando sério! Ai meu deus!! Hehehehe...

Indh: E aí, minha “total flex”, melhorou da sinusite e da cara de pau? Decidiu se vai participar? “Unhum.. sei...”, hehehe!

Thin_is_in, por favor, passa teu blog pra mim ou pra Ana, ok?

Vic e Tarsi! Sorry, girls! Já está retificado!

Meninas, a Soraya deixou nos meus comentários de hoje algumas dicas para acelerar o metabolismo. Quem queiser dar uma olhadinha... :o)

Então tá, vou indo meninas. Assim que der eu passo no cantinho de vcs para saber como andam, ok?

Muita força para todas nós!

Um beijão e bom resto se semana!
segunda-feira, 21 de maio de 2007
"... PROJETO AFRODITE..."
Meninas, a pedidos, estamos divulgando em conjunto esse post para explicarmos melhor como funciona o PROJETO AFRODITE.

Para nós, que estamos acostumadas a encarar dietas rígidas ou fazer uso do famigerado NF, cair no chamado Efeito Platô, é algo que pode acontecer. Este efeito, nada mais é do que quando o metabolismo se acostuma com o peso e com o tipo de dieta e simplesmente desacelera, passando a guardar energia em forma de gordura.
Pensando nesta hipótese e depois de muito ler sobre o assunto, queremos compartilhar com vocês o PROJETO AFRODITE. Um projeto, carinhosamente elaborado e apelidado pela Ana Blues, como já tinha comentado anteriormente.
Baseado em algumas dicas de especialistas, este projeto tem a finalidade de acelerar o metabolismo, conseguindo assim, além de atingir nossos objetivos, conseguir mantê-los, o que é o mais difícil.
Funciona assim:
Alimentação de 3 em 3 horas (LFP = Low Food Parcelado)
Exercício físico (grandes queimadores de calorias e mantém o metabolismo ativo)
Uso do Chá verde (chá que acelera o metabolismo)

As calorias também podem variar de 300 a 500kcal diárias. Os exercícios podem ser feitos regularmente no mínimo 40min e o chá verde podemos usar e abusar a vontade.
O cardápio fica a critério de cada uma. No entanto, pensado em facilitar as coisas, estão postadas, no Blog da Ana Blues, algumas sugestões gostosas e magrinhas para agüentarmos firmes e bem nutridas o projeto até o fim.
Pelo que nós vimos já tem várias meninas interessadas em participar do projeto. Isso é ótimo! Em grupo, tudo se torna bem mais fácil e podemos ainda ajudar umas as outras.
Justamente por isso, que queremos convidar todas vocês a participar com a gente deste projeto, que além de ser saudável, ajuda a chegarmos mais rapidamente onde queremos chegar.


PARTICIPANTES, SIMPATIZANTES E ETC:
Ana Blues
Anna Dark
Pink Rose
Doce Ana
Mary Carol
Caty
Mischa
Miss Aninhas
Caixa de Sonhos
Andie
Michele
Chαяяяiot

Mais alguém?


Meninas, estamos a disposição para qualquer dúvida, ok?

E não esqueçam de passar no blog da Ana Blues para conferir os cardápios personalizados!

Vai daí, Ana!!!

Um beijo a todas!!
"... HEY, OH! ... LET´S GO!..."
Hoje eu acordei antes do meu relógio despertar.
Era 06h10min da manhã e eu estava lá! Sentadinha na cama, imaginando como seria o meu dia, no maior astral.
Estranho! Muito estranho... Porque que pela manhã, eu costumo estar temporariamente fora da área de cobertura. Só vou ajustar o meu sinal lá pelas 10h, ou depois de um café bem forte que costumo tomar logo que chego no trabalho.
Enfim!
Dei um pulo rápido e me meti embaixo do chuveiro. Até pude tomar uma banho mais demorado, já que estava adiantada no tempo. Durante o banho me peguei viajando. Viajando nos inúmeros planos que tinha traçado para mim nos últimos dias.
Quando me olhei no espelho, percebi-me sorrindo! Sim, eu estava feliz! Temo em dizer, feliz como há tempos eu não ficava! Feliz comigo! E, secretamente, eu sabia o porquê.
Tá, ok. Em termos de alimentação, o final de semana não foi tão bom quanto eu gostaria que fosse. As reuniãozinhas familiares me fizeram desviar um pouco do estipulado. Mas tudo bem. As cólicas já me lembram que tomei minhas providências quanto a isso, se á que vocês me entendem... (risos!)
Mas o bom mesmo é que dei um basta.
Isso mesmo, basta!
Cansei de tentativas frustradas. Cansei de pedalar, pedalar e não sair do lugar. Cansei de dar um passo para frente e dois para trás e cansei de firmar metas que parecem ser inatingíveis.
Começo hoje, com a Aninha Blues, o seu Projeto Afrodite. Onde a metodologia base é o se alimentar de 3 em 3 horas religiosamente, o LFP = Low Food Parcelado. Usar e abusar dos exercícios, e tornar o chá verde o líquido mais ingerido da face da terra, também estão no script.
Se vai dar resultado?
Eu não sei.
Acho e espero que sim!
E também se não der, pelo menos sei que vou poder encarar o espelho de frente. Com a certeza de que estou fazendo alguma coisa por mim. E não simplesmente reclamando que preciso emagrecer, de braços cruzados, esperando que as coisas caiam do céu.
Não!
Chega de me fazer de vítima! Dessa vez vou fazer por mim! E estou confiante!
Ainda mais que vou ter companhia!
Além da minha fiel escudeira e fundadora do projeto Ana Blues, a Pink Rose entra junto com agente!
Prometo postar para vocês como tudo está se saindo.
E Ana Blues, se a idéia for eficaz, te encorajo a patentear, sim! Juro que me coloco a disposição para dar depoimentos! Com direito a mostrar as fotinho antes e depois, viu?
Então tá meninas, já deu pra ver que, apesar de tudo, a semana começou bem. Espero que continue assim.
Se pudesse passaria por e-mail um pouco dessa nossa motivação para todas. Mas já que não posso, ficam os meus votos de uma semana perfeita, magrinha e cheia de boas notícias, ok?
Ah! Sintam-se convidadíssimas a participar do projeto com a agente! Quanto mais meninas melhor... mais casos de sucesso para o depoimentos que certamente irão acontecer.
Um beijão, bem grande!


quarta-feira, 16 de maio de 2007
"...NOVA CAMPANHA LANÇADA!..."
Oi, queridas, como estão vocês?

Então, conforme eu tinha combinado, estou postando para dar notícias.
Meu NF durou longas (mas muito poucas) 48h: Passei das 22h domingo até às 22h de ontem a H20, chá verde, café e cigarro. Todo esse sacrifício me valeu 1,2kg na balança. Pesei-me hoje pela manhã e estou com 46,4kg. (Humpf.. Grande coisa! Mas ok... Já é um começo né?).
Ontem quando cheguei da faculdade, coloquei pra dentro um pedaço generoso de ricota com mostarda. Confesso que me enjoei de pronto (Bleh!), mas isso me deu um Up!! Up para engajar o famigerado NF 36 HORAS que faço toda a semana com a Ana Blues e a Pink Rose... “E aí, meninas? Tudo em riba?”

Este último assunto é de Utilidade Pública:
Estou oficialmente lançando uma campanha, junto com a Indh, pela Lady Insane. Carinhosamente apelidada de: “Lady insane, vc é nossa thinspo!”. Caraca, quem já entrou no blog dessa cabecinha de fósforo bem sabe que ela é ótima. Cada história pra contar que te digo. E duvido que ninguém já não tenha se inspirado na sua força de vontade para fugir da tentação... Duvidooo!!!
A Indh é a responsável pelas camisetas. Quem quiser uma é só escolher a cor e o modelo e deixar no blog dela o endereço certo que irá receber por Sedex (Né, Indh?)
Ally, não se escape! Vc está escalada para os Banners e os Logotipos! Preciso deles em mãos até o final do dia... (hehehehe!)
Andie e Pamela: Vocês são as responsáveis pela negociação do local da passeata. Precisamaos passar o endereço para as meninas até o final da semana... (Heheheheh!!)
Tá, as camisetas, logotipo e passeatas são brincadeira. Mas a campanha é séria!

Alguém tá dentro?

Meninas, essa eh a nossa real-thinpo, Lady Insane!!

P.S : Lady Insane, por favor não me brigue, ok? E também não vá sumir... Quem vai contar o mistério do causo da melancia pra gente? A Dark Holmes precisa trabalhar (risos!) !

Um beijo a todas vocês e bom resto de semana!

segunda-feira, 14 de maio de 2007
"...NO FOOD, ATÉ SEGUNDA ORDEM..."
Ontem saímos para almoçar em comemoração ao dia das mães. Fomos a um restaurante chiquerésimo de um amigo dos meus pais.
Eu sabia que isso iria acontecer, então me preparei psicologicamente para o momento. Ter de comer pra mim passou a ser um ritual. Mais parecido com aqueles rituais de Vodu, com direito a invocar os aspectos mais ocultos do Universo e da Divindade a fim de obter forças para o domínio total sob mim mesma.
Afe! Complexo, mas necessário.
A princípio, nem tudo foi tão mal quanto eu imaginava que seria. O restaurante tinha um buffet de saladas maravilhosos, peixes, carnes brancas. Depois de muito disfarçar e querer sinceramente pular esta parte, foi com isso que ocupei minha boca durante todo almoço. Para beber? Uma H20. Sobremesa? Não, muito obrigada. Estou satisfeita.
Tudo bem. Tudo lindo. Tudo maravilhoso.
Até o exato momento em que encontrei a esposa do amigo dos meus pais, dono do restaurante.
Meninas, ela é linda. Alta, maaaaaagra, loira, uma thinspo. Tudo bem que eu sei que ela já fez um monte de plásticas, e que silicone e botox é mato naquele corpinho. Mas ok. Ela tem dinheiro e pode. Se eu pudesse, também faria.
Levantei-me para comprimentá-la e ela sorrindo me abraçou e disse:
“Noooossa! Como você está linda! Está mais gordinha...”
O_O
“O Quê? Repete, por favor. Aliás... Não, não repete... Já ouvi o suficiente para embrulhar o meu estômago, preciso vomitar agora.”
Minha mãe na hora sorriu e disse que era impressão dela, que eu estava cheia de roupa pelo frio, e que isso disfarçava o meu baixo peso.
Eu também na hora sorri entre dentes, disfarcei um pouco, pedi licença e fui até o banheiro.
Chegando lá tirei o meu casaco e o meu blusão de lã mais quente. Fiquei me olhando no espelho e realmente concordei com ela. Não vou usar o diminutivo para amenizar o problema. Eu estou, sim, mais gorda.
Enchi os olhos de água e tive ímpetos de miar o que tinha comido. Mas por favor, que absurdo Anna.Dark, se controle, você está em um restaurante e não está sozinha. Sim, do meu lado estava uma senhora me acompanhando atônita com o olhar. " O QUE QUE É???". Me deu vontade de perguntar. Mas o que é isso, não vou descontar na pobre senhorinha, ela não tinha culpa.
Quando saímos do restaurante fomos ao shopping. Eu entrei na primeira farmácia que pude para me pesar, precisava tirar a limpo essa história.
Subi na balança com o coração acelerado, de olhos fechados. E quando os abri foi como se tivesse levado um soco no rim: 47,6kg.
o_O
Com licença, agora sim eu preciso vomitar.
Novamente enchi meus olhos de lágrimas e me odiei muito por dentro. Pensei em fazer uma quantidade de coisas, que vou deixar em off para não assustar vocês.
A frase que ouvi, não saiu da minha cabeça o dia inteiro, até agora ainda está. E talvez ela tenha vindo na hora certa. Eu precisava de um impulso. Precisava de alguém que me falasse a verdade. Vontade gravar essa verdade na minha testa, para eu nunca mais esquecer.
Ok!
Eu não sou uma coitada. Se o meu peso aumentou, foi por culpa minha. Ao invés de chorar que nem uma estúpida, eu tenho que canalizar forças para reverter tudo isso.
Como? Com o velho e famigerado No Food.
No Food, até segunda ordem.
No Food até onde o meu corpo e as minhas desculpas puderem agüentar.
24, 36, 40, 100 horas... Não importa.
O que importa é eu não desistir da minha idéia fixa.
Quero a magreza.
Quero estar magra com ou sem kgs de roupa.
Não são os casacos quentes que estão me sabotado, sou eu mesma. Não posso deixar isto acontecer.

OBS: Só volto a postar aqui quando eu terminar o meu NF.

Tô doida!

Me desejem sorte e quem quiser que venha comigo!

sexta-feira, 11 de maio de 2007
" EU NÃO SOU NORMAL. VOCÊ É?"
“Tu não consegues mais agir como uma pessoa normal?”
Não. E quer saber? Também nem sei se quero.
Foi o que a minha clássica levantadinha de sobrancelha e o meu sorriso amarelo quis dizer como resposta para o meu marido.
Na minha nóia de fazer tudo-que-é-bom-e-certo e buscar os ideiais-elevados-que-alguém-que-não-tinha-o-que-fazer-inventou eu já parei de fazer um bocado de coisa que me fazia feliz. E também já sofri um monte tentando me enquadrar no famigerado padrão politicamente correto.
Chega. Decidi. Não quero essa vida pra mim.
Não, pessoas. Eu não vou sair por aí com uma espada na mão declarando guerra a todos, chutando o balde no meu trabalho, pegando as minhas trouxas e saindo de casa, mandando longe quem encher o meu saco. Apesar de às vezes querer ter tais comportamentos, não é bem essa a vida que não quero pra mim. Não é a isso que estou me referindo.
A vida que não quero é a vida de ter de escutar barbaridades em silencio, sem questionar, sem bater de frente. Viver evitando qualquer enfrentamento, para o bem de todos e a felicidade geral da nação.
Eu não quero ter de chamar para mim o status que permite não me envolver com nada que doa, ou que seja potencialmente controverso. Agora eu quero transgredir. Tô doida!
Eu não quero ter de não correr riscos jamais, viver sem paixão, viver apenas avaliando a vantagem ou desvantagem de falar ou não, xingar ou não, visando a auto-preservação pessoal.
Eu não quero ser mais uma boneca de etiqueta. Tal etiqueta produz evasão da vida, das convicções, e da coragem para aceitar e lidar com a contradição.
Quem consegue viver assim o tempo todo? Tá louco. Isso, é que não é normal.
Eu queria sim poder ligar o “foda-se” e ser feliz. Vestir a camisetinha roxinha da Indh aquela do “Não, estou volte amanhã”, mas eu não posso. Tenho que conviver e aceitar um monte de idéias que vão contra ao que eu acredito.
Mas isso não significa que tenho de concordar com a elas. Isso não significa que não posso questionar, brigar, dar um soco na parede. Cada um responde de um jeito. Somos todos diferentes. E não menos normais ou anormais por causa disso.
As pessoas que convivem comigo me questionam quando me vêem lendo rótulos de embalagem para contar calorias, se surpreendem quando me vêem esbravejar na frente do espelho por achar que posso emagrecer mais, me xingam quando digo que não quero comer. Olham atônitas quando me vêem fazer ginástica de madrugada, me lincham quando falo de peso, acham frescura todas essas minhas paranóias. E ainda por cima me jogam na cara que isso tudo não é normal.
Normal pra quê? Normal pra quem? Eu não sou, então você é, é isso?
Ok, então... Que não seja normal, para ti, ou para maioria... Mas pra mim é. Aliás, para nós.
Temo em dizer que de hoje em diante eu vou agir conforme o que for normal para mim e não para os outros. Cansei de tentar ser uma pessoa que não vou conseguir. Cansei de me forçar comportamentos inaceitáveis.
Então tá. Agora as cartas já estão na mesa. Visto minha camiseta: “Eu não sou normal, e aí?”
Afinal, alguém é?


Nesta semana eu não fui uma menina tão obediente assim. Tive compulsão por sopa o_O (tá um frio do cão aqui). E também enchi minha boca de chocolates. Na quarta feira, era dia de NF, mas como o meu timão (DA-LHE GRÊMIO!!!) se classificou para a Libertadores, tive de tomar umas (no plural) cevas (beeem geladas!) para comemorar!! (detalhe: Tava uns 7 gaus! Eu falei que eu não era normal, hehehe!).
Mas tudo bem!
De hoje a domingo faço a minha dieta líquida (Ana Blues, você sabe qual né?) e espero que a balança não me brigue segunda feira.

Um ótimo final de semana a todas.
Feliz dia das mães para quem já é mamãe!
Para quem não é, não desobedeçam as suas respectivas não querendo comer (ai, ai ai!!). Pelo menos no domingo (risos!)

Um beijo grande!

quarta-feira, 2 de maio de 2007
"...CANSEI DE SER EXTREMISTA, QUERO SER 44!! "
Se for para trabalhar, eu sou workaholic.
Se for para ser uma boa profissional, eu trabalho até receber uma medalhinha de honra ao mérito.
Se for para estudar, eu estudo até meu cérebro fundir.
Se for para ser uma boa aluna, eu estudo até ser a melhor da turma.
Se for para sorrir, eu sorrio até ficar com dor no meu maxilar.
Se for para chorar, eu choro até secarem minhas lágrimas.
Se for para gritar, eu grito até perder a voz.
Se for para amar, eu amo até perder minha cabeça.
Se for para brigar, eu brigo até perder a minha razão.
Se for para beber, eu bebo até perder a linha.
Se for para não comer, eu não como até fazer disso uma filosofia.
Se for para comer, eu sou uma ignorante.

Eu estou cansada de ser 8 ou 80.
Estou cansada de não ter meio termo.
O fato de ser extremista não é somente cansativo, é burro. É um sinal claro de falta de controle. E é exatamente assim que venho me sentido. Fora de controle.
Na minha vida eu tenho tudo (ou quase tudo) friamente calculado (como dizia meu amigo e filósofo Chapolin Colorado).
Tenho tudo organizado, controlado, previamente agendado, requerido e orçado.
Agendas, planilhas, pastas no meu pc, pastas com plásticos, gavetas no cérebro, caixas de sapato, prateleiras, etiquetas, post it, sacolas, envelopes... Enfim. Estes são alguns dos meus modos de me organizar no meu mundinho.
Lindo não?
Se não fosse inútil!
De que adianta poder controlar tudo isso, se não consigo controlar a mim mesma?
Eu passo dias fazendo NF atrás de NF. LF tranqüilos, sem esforço algum. Me sinto extremamente forte! Quase que inatingível, nada pode me abalar... Sou a She-ra!!!
Mas pra onde vai toda esta força quando não consigo fugir da comida?
Pra onde vai toda essa força quando sou obrigada (pelas circunstâncias) a comer decentemente?
Eu não sei.
Não consigo mais comer decentemente.
Ou eu não como, ou tudo vira compulsão.
Sim, é compulsão sim! Pra mim é, e tenho dito.
Comer como uma pessoa normal para mim é compulsão, o que posso fazer, eu penso assim, ora...?
Já nem sei mais o que fazer.
Só sei que o meu coeficiente testicular (boa essa né, Indh?) está no limite! Estou de saco cheio de tudo isso.
E justamente por isso que preciso de um Plano C! Porque o plano A e o B já viraram piada!
Ontem pensei muito no que ainda posso fazer e não cheguei há conclusão alguma.
Mas como sou extremista, vou continuar pensando até derreter meus neurônios.
Se alguém aí tiver uma idéia de como eu faço para fazer uma média entre meus dois extremos, e ser 44 (8+80/2) em todos os sentidos, sou toda ouvidos.

Ana Blues e Pink Rose, nosso NF 36, então? To firme, Arriba!!!!
Indh, por favor, estou esperando seu post nos meus comentários, hehehe! Idéias, miga, please!!
Bri, e meninas que estão participando do LFC: Parece que depois dos acontecimentos dos últimos dias, estou fora da brincadeira. Mas tudo bem. Tô fora, mas to dentro. Tipo, sou café-com-leite. Vou continuar fazendo um NF/LF por minha conta, e vou torcer por todas, ok?

Um beijo grande e um abraço apertado.
Agora vou visitar vocês!

About Me
Pegue o seu no Templates by Maximus
Nome: Anna Dark
Idade: 23
Altura: 1,62
Já Pesei: 69kg
Peso Atual: ?
Meta: 47kg

PERFIL

Previous Post
Archives
Links
Documentário
Diário de uma Anoréxica
Thin
Distorção da Própia Imagem
Reportagem Anorexia
SITES PRO-ANA
CALCULE SEU IMC

    Calculadora IMC
    Peso: kgs
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
    IMC Classificação
    - de 20 Abaixo do Peso
    20 a 25 Peso Ideal
    25 a 30 Sobrepeso
    30 a 35 Obesidade Moderada
    35 a 40 Obesidade Severa
    40 a 50 Obesidade Mórbida + de 50 Super Obesidade
CALCULE SEU PESO IDEAL

    Calculadora Peso Ideal
    Sexo: masc
    fem
    Altura: m cm
    Dieta e Saude
VISITAS
    visitas
    Free counter and web stats